Elo

Organização de Apoio à Adoção

Apadrinhar – Palmeira das Missões – RS

Apadrinhar – Palmeira das Missões – RS

Apadrinhar – Palmeira das Missões – RS

 Possibilitar a construção de vínculos afetivos entre crianças e adolescentes, que estão acolhidas, com pessoas da comunidade palmeirense. Esse é o principal objetivo do projeto “Apadrinhar Palmeira”, que foi lançado na noite dessa quarta-feira (7), no plenário da Câmara de Vereadores, e envolve o Poder Judiciário, a Casa da Criança e do Adolescente, com o apoio da Prefeitura Municipal e de toda população que esteja disposta a dar e receber amor.

 

              Segundo Grayce Rodrigues, assistente social do Poder Judiciário, o projeto é proposto pela Coordenadoria de Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul para efetivação do Art. 4° do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que dentre outras coisas, fala da responsabilidade da comunidade com relação a suas crianças e adolescentes, bem como do direito destes à convivência familiar e comunitária. “O município de Palmeira das Missões está sendo pioneiro na implantação desse projeto que tem a ver com afeto e em breve as crianças e adolescentes que estão acolhidos na Casa da Criança e do Adolescente poderão contar com padrinhos e madrinhas que se tornarão referências nas vidas delas”, destacou Grayce.

 

             Para a Promotora da Infância e Juventude, Manuela Paradeda Montanari, o projeto possibilita uma mudança de paradigma. “O projeto busca pedir a colaboração de toda população, principalmente daquelas pessoas que queiram ajudar, que queiram ser um exemplo de pessoa e de profissional para as crianças acolhidas”, disse Manuela. O Presidente do Poder Legislativo, Antônio Zottis Padilha, parabenizou os idealizadores do projeto e colocou a Casa à disposição de todos. “A Câmara de Vereadores quer apoiar, participar e acompanhar de perto esse projeto”, destacou Padilha.

 

           Já o Juiz e Diretor do Foro de Palmeira das Missões, Luis Clóvis Machado Júnior, salientou que lidar com infância e adolescência tem muitos desafios e dificuldades, mas que o projeto vai levar às crianças acolhidas afeto, amor e segurança nas suas caminhadas. “É uma oportunidade para amarmos por ações concretas, para provarmos que o amor vai além das palavras. Apadrinhar é amar!”, destacou Luis Clóvis.

 

            Os vereadores Antônio Vezaro e Tiago Antunes acompanharam o lançamento do projeto, bem como o Secretário Municipal de Assistência Social Pedro Santos, a Coordenadora da Casa da Criança e do Adolescente Tania Benachio, a Psicóloga Deise Pinto da Silva, e demais órgãos e entidades ligadas à criança e ao adolescente.

 

Quem pode ser afilhado?

Crianças e adolescentes que apresentam poucas perspectivas de adoção ou retorno para a família. Por exemplo: crianças e adolescentes com deficiência, com síndromes, pré-adolescentes e adolescentes e grupo de irmãos.

Quem pode ser padrinho ou madrinha?

Pessoas idôneas, maiores de 18 anos, com disponibilidade de tempo que possibilite o contato regular com afilhado ou afilhada para participar das oficinas e reuniões com a equipe do projeto.

Onde buscar mais informações?

Os interessados devem procurar o setor de Assistência Social do Fórum de Palmeira das Missões (55 3742 1441) ou a Casa da Criança e do Adolescente (55 3742-3625).

Fonte: http://www.palmeiradasmissoes-rs.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=2915&Itemid=53

eloadocao

PROJETOS

No description. Please update your profile.

You must be logged in to post a comment

Gostou?Então compartilhe :)

%d blogueiros gostam disto: