Elo

Organização de Apoio à Adoção

Nino e a Casa dos Meninos Invisíveis – Por Savio Bittencourt

Nino e a Casa dos Meninos Invisíveis – Por Savio Bittencourt

Nino e a Casa dos Meninos Invisíveis – Por Savio Bittencourt

NINO era um menino muito feliz que vivia na Rua Margarida, numa Cidade nem um pouco distante daqui. NINO tinha um pincel mágico, mas não contava para ninguém! A Rua Margarida era muito colorida. As crianças brincavam depois da aula …era bola, pular corda, esconde-esconde, garrafão, amarelinha…ufa! Depois todo mundo ia tomar banho e jantar, cada um na sua casa. NINO tinha muitos amigos e todos viviam bem contentes com suas famílias …cada família tinha um jeitão diferente! NINO tinha pai, mãe e irmãozinho…

BADÚ, amigão de NINO, jogava bola como ninguém e morava só com sua mãe… PÉZÃO, que gostava de contar piadas e ria delas mais que todo mundo, vivia com seu pai, que era casa do com a mãe de LUCINHA… PÉZÃO E LUCINHA se gostavam muito, mas brigavam muito…tanto, tanto…que todo mundo achava que eles eram irmãos… E o PINDUCA? Adorava subir em árvores e morava com seus dois pais…

Que viviam juntos e eram felizes. Na colorida Rua Margarida, tanta gente vivia, cada um da sua maneira, criando a criançada com afeto e com cuidado! Só tinha uma casinha que não era colorida! Era cinza, meio escura, esquisitona… Contaram para o NINO que aquela era a casa dos meninos que não tinham família… e que moravam lá porque os adultos tinham problemas… mas NINO não entendeu muito não.

Os meninos daquela casa ficavam … ficavam… e ficavam lá … até não serem mais meninos!!!! NINO ficou espantado! Ele não sabia que as crianças podiam ser colocadas numa casa sem família não… E pensou… se uma família não cria deve existir outra família para criar com carinho aqueles meninos!!!! E pensou…mas nessa casa ninguém vê os meninos que moram lá…isso… esta é a CASA DOS MENINOS INVISÍVEIS!!!!

E NINO teve uma ideia! Lembrou do seu pincel mágico e chamou todo mundo da Rua Margarida, gente grande e criança, para fazer um grande plano! No sábado seguinte a Rua Margarida acordou barulhenta… a turma toda, gente grande junto com criança…todo mundo com tinta e pincel… pintando a CASA DOS MENINOS INVISÍVEIS! Todas as famílias, cada uma do seu jeitão, entraram naquela casa, pintando de alegria suas paredes… E brincaram com os meninos…que não eram invisíveis…só queriam ser vistos…

A casa ficou toda colorida e os portões que viviam fechados passaram a ficar abertos…todos os dias… Os meninos que eram invisíveis agora tinham nome: João, Pedro, José, Antonio, Marcos… eram também meninos de bola, esconde-esconde, garrafão, ufa!
Eles queriam ser amados… NINO e seus amigos fizeram uma grande festa para os novos amigos…e toda a cidade ouviu falar da pintura da CASA DOS MENINOS INVISÍVEIS, que já não eram mais invisíveis! Em pouco tempo muitas pessoas apareceram para serem famílias novas para aqueles meninos…

E cada um encontrou uma família… Cada uma com seu jeitão… Todas com muito afeto… E até hoje tem uma festa na Rua Margarida, todo ano… Para lembrar o dia que um menino chamado NINO… Coloriu a vida dos outros meninos… Com seu pincel mágico chamado AMOR!

Nino

 

Fonte: Nino e a Casa dos Meninos Invisíveis – O Estado CE

eloadocao

LIVROS

No description. Please update your profile.

You must be logged in to post a comment

Gostou?Então compartilhe :)

%d blogueiros gostam disto: